Reatech 2010

9ª edição da Reatech supera expectativas de público e gera R$ 290 milhões em negócios

Realizada entre os dias 15 e 18 de abril, em São Paulo, a 9ª edição da Reatech (Feira Internacional de Tecnologias em Reabilitação, Inclusão e Acessibilidade) atraiu um público diversificado e provou mais uma vez que as pessoas com deficiência física buscam por novidades e serviços que promovam o bem estar social. Mais de 45 mil visitantes foram ao Centro de Exposições Imigrantes para conferir gratuitamente a diversidade de lançamentos de tecnologias, debates, jogos adaptados, desfile de moda, apresentações de grupos de dança e serviços voltados para as pessoas com deficiência.

“O evento, que reúne os mais variados serviços e lançamentos em único local, mostra que esse público necessita e merece uma atenção especial do mercado”, destaca José Roberto Sevieri presidente do Grupo CIPA. Nessa edição, a feira gerou cerca de R$ 290 milhões em negócios. Ainda segundo Sevieri, “o crescimento e reconhecimento do evento evidenciam uma maior conscientização do papel das pessoas com deficiências enquanto cidadãos e também da aposta da indústria voltada para esse público”.

Para os expositores, a feira permite um contato mais próximo com o consumidor final. “Lançar uma novidade na feira é muito mais vantajoso, o rendimento é maior e o público pode sanar dúvidas e fazer uma pré-avaliação. A empresa também pode ver de perto as reações do cliente”, conta Patrícia de Risso, fonoaudióloga do Grupo Microsom. A opinião do representante de venda da Physicus, Ismael Rocha, não foi diferente: “Conseguimos mostrar a importância do produto para esse público e nos surpreendemos com o volume de contratos que foram amarrados”, finaliza.

Incorporando os conceitos de acessibilidade corporativa e empregabilidade, diversas empresas também utilizam a feira como mecanismo de captação de currículos de pessoas com deficiências. Somente nesta edição, foram oferecidas pelos expositores mais de 6.500 vagas diversas de trabalho para pessoas com deficiência.

Números do setor: No Brasil, aproximadamente 15% da população possui alguma deficiência e cerca de 500 pessoas todos os dias adquirem algum tipo de deficiência. É dentro deste cenário que o setor de produtos e serviços para reabilitação movimenta cerca de R$ 1,5 bilhão no País, sendo R$ 200 milhões só com vendas de cadeiras de rodas e mais de R$ 800 milhões em automóveis e adaptações veiculares.

Mais informações no site: www.reatech.tmp.br ou pelo telefone (11) 5585-4355.

Atendimento à Imprensa:

Texto Assessoria de Comunicações: Tel. (11) 2198-1888

Jornalista Responsável: Altair Albuquerque (MTb 17.291)

Coordenação de Assessoria de Imprensa:

Fabricio Trevisan (fabricio@textoassessoria.com.br)

Coordenação de Atendimento: Marina Mendonça (marina@textoassessoria.com.br)

Atendimento: Vanessa Rocha (vanessa@textoassessoria.com.br)

Anúncios
Comentários encerrados.
%d blogueiros gostam disto: